Gergelim como tempero

Pequenos detalhes fazem uma grande diferença. Já ouviu este ditado? Pois é, algumas poucas mudanças em nossos hábitos diários e também alimentares produzem transformações maravilhosas.

E ter adotado o hábito de usar gersal ou gomasio (goma= sesamo + sio = sal), para mim foi um deles.

gersalsalguerandeMuito conhecido pela culinária macrobiótica e também vegetariana, o gersal é uma mistura de sal e gergelim.  Ele é delicioso na salada, na sopa e também em cima do arroz, um tempero capaz de elevar o sabor da sua comida a um outro patamar.

Aventure-se, e experimente usar gersal para temperar outros pratos também, você simplesmente vai amar, mas o coloque apenas no final, para evitar a perda dos nutrientes ao submete-lo novamente ao calor.

gergelim4Além de ser muito fácil de fazer, o gersal é altamente benéfico para a saúde, pois possibilita uma diminuição no consumo diário de sódio, já que a quantidade diária permitida deste mineral é facilmente ultrapassada devido a nossas escolhas alimentares, lembrando que os alimentos in natura também possuem sódio intrínseco em sua composição.

Segundo as instituições de saúde, a ingestão de sal recomendada por pessoa é de 5 gramas por dia e seu consumo excessivo, pode ocasionar diversas doenças, de hipertensão arterial à doenças renais, entre outras.

E o sal marinho integral ou o sal rosa do Himalaia são os mais indicados para se fazer o gersal, pois o sal refinado perde diversos minerais durante o seu processamento, além do iodo natural.

 

Então, vamos à receita ?!

Receita: Gersal (Gomasio)

Você vai precisar de …

– 1/2 xícara (chá) de gergelim branco (50 g)
– 1/2 colher (chá) de sal marinho integral (ou sal rosa do Himalaia)
– Microprocessador ou liquidificador (caso você tenha, poderá utilizar o suribachi, pilão japonês)
– Gergelim preto (opcional)

Como fazer …

1 – Coloque o gergelim em uma frigideira seca e leve-o ao fogo a fim de tosta-lo ligeiramente.

2 – Neste ponto, controlar o calor e ir mexendo sempre é imprescindível, a fim de evitar que o gergelim queime e ganhe um certo amargor em seu sabor. Assim que as sementinhas começarem adquirir um pouco de brilho e seu perfume se tornar mais forte (aroma de nozes), desligue o fogo.

3 – Em uma outra frigideira, coloque o sal e aqueça um pouquinho.

4 – Depois, coloque os dois (ainda quentes) em um pilão de pedra ou suribachi (utensílio japonês semelhante a um pilão com ranhuras) e triture suas sementes, até que esta mistura adquira a textura de uma farinha mais grossinha. Mas, se você não tiver este utensílio, não precisa desanimar. É só usar o microprocessador ou liquidificador e ir triturando aos pouquinhos, usando a tecla “pulsar” do equipamento.

5 – Transfira a mistura para um pote de vidro e hermético, de preferência, e em seguida, guarde-a em um local fresco e escuro.

6- E, nada de querer fazer um monte de uma vez, hein? Pois o gergelim começa a sofrer oxidação no momento em que suas sementinhas são trituradas. Faça uma quantidade de gersal para o consumo de aproximadamente uma semana, a fim de preservar seu frescor.

Se empolgou? Então, experimente e ensine os amigos, pois esta é uma forma super deliciosa de temperar, além de ser muito saudável. Sem dúvida nenhuma, uma excelente contribuição à nossa saúde alimentar e bem estar.

E aí, gostou ? Então, volte sempre e muito obrigado pela sua visita!

Abs, Glau

 

gomasiocapa

by Glau Pereira, on 15/06/2016