Baunilha, a vagem que não é vagem

Originária das florestas da América Central, a baunilha é a fava de uma espécie de orquídea trepadeira. Com os astecas, ela adquiriu status gastronômico e também místico ao compor o tchocolat, bebida feita à base de cacau, mel e baunilha. No século XVI conquista o gosto europeu ao ser levada para o continente pelos espanhóis, e ser utilizada como aromatizante do chocolate. Já em meados dos séc. XVII e XVIII, ganha lugar cativo nas confeitarias francesa e inglesa, e no final do século XIX, sua essência passa a ser produzida de forma sintética pelas indústrias alimentícias.

vanilla1

Além de muita história para contar, a baunilha também percorre um longo período até ficar parecida com as favas da forma como a conhecemos. Após sua colheita e com as vagens ainda verdes e sem o seu aroma característico, elas são lavadas e fervidas, depois secas e postas a fermentar por um período de aproximadamente nove meses. E é durante este processo de fermentação que o seu aroma característico se desenvolve e sua coloração torna-se marrom-escura. De sabor doce e aroma suave e aristocrático, a baunilha reina na confeitaria mundial, perfumando cremes, sorvetes e doces, inclusive o de frutas.

Antigos amigos, o cacau e a baunilha formam uma dupla perfeita, desde os tempos dos astecas com sua bebida tchocolat. Com sua doçura, esta preciosa especiaria corrige a pungência do austero cacau, conferindo uma harmonia perfeita e sedutora à mistura.

Na culinária mexicana, a baunilha também desfila com a mesma desenvoltura, em diversos pratos salgados.

E então, vamos às favas? Ao escolhe-las, prefira as mais robustas e flexíveis, e de coloração marrom-escuras. Lembrando, que mantê-las dentro de seu pote de açúcar vai fazer com que todo o seu delicioso aroma seja absorvido, deixando seu açúcar perfumado por um longo período. Depois é só, ir adicionando outras favas ou cascas já utilizadas e completando com mais açúcar.

Então, vamos à receita ?!

Receita: Açúcar Baunilhado

Você vai precisar de …sugarvanilla1

Favas de baunilha
Açúcar de sua preferência
Pote de vidro ou porcelana

Como fazer …

1- O primeiro passo é fazer um corte longitudinal nas favas de baunilha com a ponta de uma faquinha bem afiada, raspar suas sementinhas e inseri-las dentro do pote, juntamente com suas cascas.

2- Caso você tenha cascas de baunilha já utilizadas, cortar as mesmas em pedaços menores e inseri-las também no pote.

3 – Eu particularmente, gosto bastante do açúcar de coco, do mascavo e também do demerara por uma questão mais nutricional do que culinária. (assunto para um outro dia). Agora, é só perfumar seus doces e bolos com seu açúcar baunilhado.

E aí, gostou ? Então, volte sempre e muito obrigado pela sua visita!

Abs, Glau

 

by Glau Pereira, on 13/06/2016